Pare de esperar!

Quero te contar uma história rapidinho, tá? Alice Stweart foi uma médica e epidemiologista britânica que, na década de 50, descobriu que a altíssima e preocupante incidência de câncer em crianças estava diretamente relacionada ao fato das mães terem tirado radiografias enquanto ainda estavam grávidas. As pesquisas estavam concluídas. Os dados e conclusões da médica estavam disponíveis a quem quisesse ver. 

 

No entanto, as autoridades britânicas e americanas nada fizeram sobre o assunto, durante os 25 anos que se seguiram à pesquisa de Alice. E, mesmo com todas as comprovações, por mais 25 anos mulheres grávidas tiveram como prática médica habitual e “segura” os exames de radiografias. E, por mais 25 anos, seus filhos tiveram variados tipos de câncer e altas taxas de mortalidade. Somente depois desse tempo, divulgou-se os verdadeiros efeitos desse tipo de radiação nos fetos em desenvolvimento. Aí sim, ocorreu a proibição desse procedimento em mulheres grávidas. 

 

Esse é somente um exemplo desse tipo de caso! A história da Ciência e da Medicina está repleta deles. E sabe o que essas histórias nos ensinam? Elas mostram para todos nós que, enquanto continuarmos esperando por divulgações da mídia, recados, avisos, personagens salvadores da alma, estamos correndo sérios riscos. 

 

Não, a televisão nunca irá lhe dizer que é melhor que você coma uma simples fruta orgânica do que o super-mega-multifibras cereal que acabou de ser lançado no mercado e tem uma mulher linda de biquíni na embalagem. Ninguém na TV nunca lhe dirá que um estilo de vida saudável e ativo pode ser o remédio curativo para infinitos males, principalmente os da mente. Raríssimos médicos irão lhe orientar a, simplesmente, modificar seus hábitos alimentares e a movimentação do seu corpo como forma de tratamento pleno para alguma doença que esteja lhe afligindo. 

 

Essas informações não baterão a sua porta e os motivos disso são bem óbvios. Uma população sadia e feliz não deixa metade de seu salário numa farmácia. Não compra compulsivamente para sanar as dores terríveis da alma vazia. Não questiona. Não combate. Não reage. 

 

Eu quero que você pare de se perder em meio ao mar de informações desconexas, vazias e ligadas diretamente a “cupons de desconto”, provenientes das mídias sociais, e volte algumas casas nesse jogo chamado “Como se alimentar de forma verdadeiramente saudável”. Você sabe! O seu corpo sabe! Foram milhares e milhares de anos evoluindo graças a uma alimentação baseada em comida de verdade (coleta & caça) e mantendo nossos corpos esguios e saudáveis. 

 

Chega de esperar para fazer o que você já sabe que precisa ser feito. Combinado?